“Da onça” e outros animais

0
1072

Já me perguntei várias vezes: Tenho amigos? Quem são esses amigos? Se contar nos dedos, vão faltar dedos, ou amigos? Vamos por partes.

O que é um amigo, ou melhor, o que é a amizade?

Segundo o dicionário antigo que tenho em casa, e que está mais a mão no momento em que escrevo, amizade pode ser definida como “afeição, simpatia; amor, dedicação; benevolência”. Conclui-se, pois, que amigo é aquele por quem nutrimos sentimentos nobres, a quem nos dedicamos, enfim, alguém que merece o nosso afeto, sendo a recíproca, a meu ver, imperiosa.

Entretanto, sem muito critério e procurando se sentir uma pessoa querida (afinal, quem não gosta de ser querido?), muitos tomam por amigos, erroneamente, pessoas que fazem parte dos nossos relacionamentos mas que, na verdade, são colegas (quase um amigo, um simpatizante), o que não é tão ruim assim.

Outros, porém, – e acredito que já tenha acontecido com boa parte daqueles que, na falta de coisa melhor para fazer, me lêem – tem, ou tiveram, por amigos pessoas que o são apenas da onça. E é aí que “a porca torce o rabo” e, muitas vezes, “a vaca vai pro brejo” (isso já tá parecendo um zoológico).

E nessas horas, quando se descobre que o amigo não era tão amigo assim, ou melhor, que não era amigo de jeito nenhum; quando a amizade se revela uma via de mão única, o que equivale a dizer que não era amizade, o sentimento que mais se faz presente, além da tristeza, é a indignação.

Para não se indignar, portanto, o desconfiado leitor deve tomar cuidado e a astuta leitora deve ser, no mínimo, seletiva, porque toda precaução é pouca e o erro de julgamento nesses casos geralmente leva a estragos grandes, mais não fosse, pelo desapontamento.
E isso porque por detrás do manto da cordialidade, do aperto de mão ou do abraço “sincero” pode se descortinar um interesse até então insuspeito, apenas aguardando o momento certo de “dar o bote” (olha o bicho aí de novo: cobra).

Pergunta: os leitores têm mais amigos ou dedos?

José Carlos Botelho Tedesco (Alemão Tedesco) é advogado, pai do Luigi, namorado da Juliana, filho do seu Tedesco e da professora Maria Antonia

e-mail: zeum@uol.com.br / Facebook: Alemão Tedesco e Alemão Tedesco II /  Twitter: @alemaotedesco

 

Comentários