Martinópolis demonstra interesse para implantar PDL em parceria com o Sebrae-SP

276

Trata-se da terceira cidade da região a declarar disposição em aderir ao Programa de Desenvolvimento Local para trabalhar ações de empreendedorismo

Martinópolis é o terceiro município da região a manifestar interesse formal em aderir ao Programa de Desenvolvimento Local (PDL) do Sebrae-SP. O posicionamento foi firmado nesta segunda-feira, dia 13, com a Prefeitura Municipal para dar início às ações que promovam o desenvolvimento regional por meio do empreendedorismo.

Considerado um Município de Interesse Turístico (MIT), Martinópolis terá um projeto desenvolvido de acordo com sua vocação regional. Em novembro, os secretários municipais participaram de uma Oficina de Planejamento Participativo (OPP) para detectar os principais setores para alavancar a vocação do município. Serão abertas inscrições para capacitação dos empresários dos segmentos de alimentação fora do lar, comércio varejista e agronegócio. Um dos pontos trabalhados será a possibilidade e as vantagens das vendas para o poder público.

O foco do programa é auxiliar os empreendedores a melhorar a gestão para impulsionar as vendas e reduzir os custos. “Com resultados melhores, as empresas vão ajudar a gerar emprego e renda, contribuindo para um incremento no potencial competitivo dos negócios locais”, destaca o gerente regional do Sebrae-SP José Carlos Cavalcante.

“A municipalidade enxerga esta iniciativa como uma possibilidade real de crescimento e desenvolvimento econômico. A expectativa é de que o poder público, a iniciativa privada e a comunidade local possam buscar objetivos em comuns, capazes de gerar benefícios coletivo”, ressalta o prefeito Cristiano Macedo Engel.

O programa também prevê a aplicação do programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (Jepp) para beneficiar 1,6 mil alunos da rede municipal. O Jepp foi criado para incentivar a criatividade nos jovens e o desenvolvimento com base nos princípios básicos dos empreendedores de sucesso.

O PDL também inclui ações voltadas ao Microempreendedor Individual (MEI) por meio do Empreenda Rápido e a realização do Mutirão do MEI para a regularização de microempreendedores em situação irregular, seja por falta do envio da declaração ou inadimplentes.

Representantes do Sebrae-SP e da Prefeitura participaram da reunião nesta segunda-feira. Do Sebrae-SP, estiveram presentes o gerente regional José Carlos Cavalcante e os gestores do PDL Paula Pereira e Rodolfo Fachiano. Da Prefeitura, marcaram presença o prefeito Cristiano Macedo Engel, o vice-prefeito Antonio Valentim de Oliveira, além de Caio Senteio (chefe de gabinete), Murilo Barbosa (Comunicação), Leonor Barrocal Marinho (Educação) e Tania Honório (Planejamento e Desenvolvimento Econômico).

Outras cidades da região interessadas no PDL podem entrar em contato com o Sebrae-SP. “O objetivo geral do projeto é desenvolver as cidades da região criando empregos, renda e melhor qualidade de vida por meio do empreendedorismo. Estão previstas desde ações para estimular o empreendedorismo entre os jovens até o fortalecimento da vocação de cada município”, reforça Cavalcante.

AI Sebrae

Comentários

- PROPAGANDA -