Funcionários do Marfrig são diagnosticados com coronavírus e número de casos sobe para 251

351

Boletim epidemiológico divulgado na tarde desta sexta-feira (03), registrou recorde de casos no município de Bataguassu e até mesmo a nível estadual. Foram 187 novos casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas, subindo o número de confirmações para 251. Ontem Bataguassu tinha 64 casos positivos. Cruzando os dados do município com os do Estado, Bataguassu passou a ocupar o sétimo lugar no número de casos no Mato Grosso do Sul( Bataguassu é o sétimo em um total de 79 municípios), abaixo apenas de Guia Lopes da Laguna (252), Três Lagoas (298), Rio Brilhante (379), Corumbá (381), Campo Grande (2.745) e Dourados (2.869).

A acessão negativa, é devido foco da Covid-19 na unidade do frigorífico da Marfrig em Bataguassu, detectada na última terça-feira, dia 30 de junho, quando um funcionário teria sentido os sintomas na segunda-feira (29), quando trabalhava. No local foi feito um teste rápido que deu negativo. Ainda com sintomas no dia seguinte ele teria se dirigindo ao hospital local e em outro teste foi detectado positivo. O paciente é um dos casos em leito clínico, que segue internado.

Entre terça (30) e quarta-feira (01) a Secretária Municipal de Sáude, junto a Vigilância Epidemiológica, acompanhou a testagem em massa realizada pela Marfrig, em acordo firmado Ministério Público do Trabalho. Os resultados das testagem passaram a ser informados no boletim informativo, desde de ontem (02).

Mesmo preoucupante, dos 187 novos casos positivos registrados hoje, 185 aparecem no informativo como curados. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, estes casos foram notificados com IgG reagente ou positivo, ou seja estes pacientes diagnosticos no Marfrig, tiveram infecção anterior, com pelo menos 3 semanas, e estão possivelmente imunizados.

O boletim epidemiológico de Bataguassu ainda registra além dos 251 casos, 51 em investigação. No total 101 pessoas estão em isolamento domiciliar no município e 3 pacientes seguem internados. 198 estão curados

Segundo levantamento do Ministério Público do Trabalho (MPT), a unidade da Marfrig em Bataguassu possui atualmente cerca de 1.300 funcionários, com residência em Bataguassu, Anaurilândia e Presidente Epitácio (SP).

Em Anaurilândia a prefeitura também confirmou até o momento um caso vindo do Marfrig, trata-se de um homem que trabalha no frigorífico e mora na Vila Quebracho, distrito de Anaurilândia.

Procurada pela reportagem do Jornal Cenário MS, a empresa informou por meio de sua assessoria que não iria se pronunciar sobre o assunto.

Medidas restritivas
Através do Decreto Municipal nº 165/2020, de 2 de julho de 2020, a Prefeitura de Bataguassu está instituindo novas medidas de enfrentamento ao Novo Coronavírus (Covid-19) no município.

Entre as ações está a proibição a partir desta sexta-feira, dia 3 de julho, do funcionamento de academias particulares de qualquer natureza; consumo em bares, restaurantes e similares; funcionamento de entidades religiosas com a realização de missas, cultos e demais atividades.

De acordo com o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB) diante do aumento de casos de Covid-19 no município e da falta de isolamento social da população, chegou-se ao entendimento unânime do Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus durante a reunião da última quarta-feira (01.07), que tais restrições seriam necessárias em prevenção à transmissão da doença.

“Nosso objetivo com essas medidas de contenção é evitar uma propagação ainda maior do vírus em Bataguassu e impedir a circulação das pessoas. Peço a compreensão de todos, já que o momento é de alerta”, observa o gestor, que é presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul).

Caravina observa que nesses 14 dias, a administração municipal irá avaliar o comportamento epidemiológico do município, podendo fazer novas restrições ou flexibilizações. “O objetivo é que nos próximos dias possamos ter o controle da transmissão da pandemia para podermos voltar a uma situação mais normal como vinha acontecendo”, avalia.

fonte: cenariosms.com.br

Comentários

- PROPAGANDA -