Sala de leitura José Luiz de Lima realiza “Chá Literario”

0
531

Na manhã de quarta-feira (14) a Sala de Leitura José Luiz de Lima da E.E. 18 de Junho que tem como responsável a professora Adriana Sesti, com apoio da professora COE – Coordenadora de Organização Escolar Cibele Jacometo, realizaram a culminância da sala de leitura, também nomeado como “Chá Literário”.

Na ocasião foram condecorados os alunos que tiveram suas obras publicadas no Jornal Debate, na coluna “Frutos do Saber”, também foram enaltecidos todos que participam do projeto tais como o vereador Raphael Vilela, corpo docente, equipe do jornal Debate, entre outros.
O evento também contou com a participação de escritores do município, alunos e a direção da instituição.

Projeto
O Projeto “Frutos do Saber”: Práticas de Leitura e Escrita tem o propósito de motivar os alunos nesse processo, contribuindo para a formação de cidadãos críticos e participativos, que adquiram competência para opinar e expressar suas ideias, obtendo melhor interação na sociedade, por meio da leitura e escrita.

O ato de ler tem grande importância e deve ser apresentado desde a infância; a leitura contribui na formação, no desenvolvimento de comportamentos e capacidades de perceber e assimilar o universo da escrita, melhorando seu conhecimento e superando as dificuldades na própria vida. A escrita revela as capacidades dos estudantes interagirem com o mundo e registrarem suas impressões, seja em qual gênero desejarem, mas acima de tudo que seja de algum modo, lido, conhecido e que sua produção seja divulgada massivamente, por isso a parceria da Sala Ambiente de Leitura propicia oportunidade de convergir leitura em escrita, com o apoio do Jornal “Debate Notícias” com a divulgação desses Frutos do Saber em coluna educativa.

A escola preocupa-se em desenvolver um ensino de qualidade. A realização desse projeto propõe estratégias que possam melhorar o desempenho dos alunos em áreas do conhecimento interdisciplinares. O Projeto iniciou-se em 2019 com o MMR da Unidade Escolar com vistas a desenvolver a proficiência leitora e escritora dos estudantes frente ao processo de ensino e aprendizagem.

Por meio da leitura os estudantes, sentiram-se estimulados a escrever textos e nesse interim descobrimos muitos talentos em nossa escola e o mesmo veio a concretizar-se apenas a partir de Setembro deste ano com a parceria do Jornal com nossa Escola. Isso reitera a fala de Solé (1998) quando afirma que as crianças constroem conhecimentos relevantes a respeito da leitura e da escrita e, se tiverem oportunidade, se alguém for capaz de se situar no nível desses conhecimentos para apresentar-lhes desafios ajustados, poderão ir construindo outros novos.

por Weber Pessoas / fotos Edcarlo Fernandes