Sesi Prudente assina convênio com o Comitê Paralímpico Brasileiro

Unidade atuará no fomento da modalidade parabadminton em Prudente e região

0
43

O CAT Sesi de Presidente Prudente será uma das sedes esportivas do convênio firmado entre a instituição, a prefeitura do município de Presidente Prudente e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para implantação de um Centro de Referência Paralímpico na cidade. Após visita do coordenador técnico do Projeto Centro de Formação Esportiva do CPB, Felipe Barbosa, ficou definido que o Centro de Atividades local atuará com o parabadminton, principalmente por toda estrutura disponível para o desenvolvimento da modalidade. Já o município de Presidente Prudente irá trabalhar com a natação, em parceria com a Associação Paradesportiva do Oeste Paulista.

Durante visita ao CAT, o coordenador do CPB conheceu todas as instalações, inclusive as obras de acessibilidade que estão sendo realizadas, e constatou que estão adequadas para desenvolver o projeto. “Para nós será uma honra poder contar com a estrutura do Sesi, que aliás está maravilhosa, além de todo o seu conhecimento técnico da modalidade. Queremos oferecer aqui atividades desde a iniciação até o alto rendimento no parabadminton”, explica.

Após a assinatura do convênio em abril de 2022, os trabalhos já se iniciaram. O representante da Secretaria Municipal de Esportes de Prudente, Breno Casari, se encontrou com a equipe do Sesi para definir as ações e metas para captação de novos atletas, principalmente crianças e adolescentes. “A parceria visa fomentar a prática dos esportes Paralímpicos à população de pessoas com deficiência da Cidade e região, por meio do desenvolvimento do esporte, e vamos trabalhar para isso”, diz Clóvis Bressanin, coordenador de qualidade de vida do CAT Sesi Presidente Prudente.

Dessa forma, os interessados em inscrever crianças e adolescentes com deficiência física para participar do programa podem procurar a técnica Mayara Bacarin no CAT Sesi de Presidente Prudente, para se informar a respeito. “A ideia e dar oportunidade para essas crianças e adolescentes tenham contato com o esporte, abrindo novas possibilidades para elas”, conclui Clóvis.

Comunicação Sesi-SP

Comentários