LBV em Prudente desenvolve atividades remotas para usuários e suas famílias

72

A suspensão das aulas e das atividades presenciais nas escolas e nos Centros de Convivência do mundo todo para o enfrentamento da Covid-19 apresentou um desafio nunca antes vivido: o ensino remoto em massa.
No Brasil, com realidades bem distintas nas várias regiões do país, são necessários esforços e muita criatividade para disponibilizar essa modalidade para crianças e jovens.

Exemplo disso tem ocorrido com os educadores sociais do Centro Comunitário de Assistência Social da Legião da Boa Vontade (LBV) em Presidente Prudente/SP.

A unidade desenvolve atividades de Convivência e Fortalecimento de vínculos e um grupo de educadores estão acompanhando a realização dessas tarefas à distância para crianças, adolescentes e as famílias amparados pela entidade.

Com a determinação de não deixar ninguém para trás, a equipe técnica da Legião da Boa Vontade, entrou em contato por meio de ligação e mensagem para todos os pais e responsáveis dos atendidos pela instituição para decidirem qual à melhor ferramenta a ser usada nesse período.
Essa providência tornou possível entender a dificuldade enfrentada por muitas famílias no acesso à internet e a equipamentos tecnológicos.
O WhatsApp é a ferramenta mais comum entre os que têm celular e, por isso ele foi escolhido para fazer a comunicação com as famílias por meio de um grupo de transmissão. Para isso, foi preciso também ensinar os usuários a utilizar o aplicativo.

Semanalmente, os educadores Jefferson Cristiano e Agnes Nogueira elabora e envia atividades com duração de 30 minutos cada.
Elas não são obrigatórias, mas foi a maneira que a LBV encontrou de continuar fortalecendo os vínculos e fazer o acompanhamento com os atendidos e suas famílias.

Os grupos são divididos em faixas etárias, sendo de 6 a 10 anos e de 11 a 15 anos. São encaminhados vídeos com tutoriais de artesanatos, contação de histórias e atividades lúdicas para a execução em casa e com a família.
O diferencial neste momento tem sido o atendimento a duas crianças com deficiência auditiva que frequentam a Legião da Boa Vontade e, por conta do isolamento social, eles não podem ficar sem a orientação da equipe multidisciplinar.

O educador social grava vídeos e elaboram materiais específicos que visam contribuir para o desenvolvimento e aprendizado nesse período de quarentena, pois também é uma forma de dizer o quanto estas crianças são especiais e queridas por todos da instituição.

Por tudo isso, a Solidariedade não pode parar. Caro colaborador continue colaborando. A sua doação faz a diferença na vida de muitas crianças, adolescentes e famílias.
AI LBV

Comentários