Corpo de Bombeiros incentiva doação de sangue

220
Foto: Corpo de Bombeiros - Pandemia de Covid-19 agravou a situação dos Bancos de Sangue

Campanha objetiva gesto solidário por parte da comunidade e dos próprios militares

O Corpo de Bombeiros desenvolve desde o dia 2 julho a campanha anual denominada “Bombeiro Sangue Bom”. Até o dia 30 de setembro, a corporação reforçará a importância para a doação de sangue, incentivo para que os profissionais militares e a comunidade procurem voluntariamente os principais hemocentros para praticar o gesto solidário.
Segundo a corporação, dados da Fundação Pró-Sangue indicam que os números de doações diminuem significativamente no inverno, comprometendo os estoques que já estão em estado crítico. Além disso, a pandemia de Covid-19 agravou a situação dos Bancos de Sangue, devido ao isolamento social. Diante deste cenário, o 1° tenente-PM Marcos Antonio Machado Junior afirma que o período da ação foi estendido, a fim de evitar aglomerações.

“O gesto de doar é compreendido como amor ao próximo, fazendo o bem sem olhar a quem, sem esperar nada em troca”, salienta Machado. De acordo com a corporação, o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar promove internamente a doação de sangue em larga escala para os bancos de sangue na área de atuação do 14º Grupamento de Bombeiros, em Presidente Prudente, o que fortalece o papel social com a comunidade local. “É gratificante para o voluntário saber que alguém que precisa irá receber o seu sangue. Trata-se de um simples, porém grandioso gesto que salva vidas!”, considera o tenente.

O GESTO DE DOAR É COMPREENDIDO COMO AMOR AO PRÓXIMO, FAZENDO O BEM SEM OLHAR A QUEM, SEM ESPERAR NADA EM TROCA
Marcos Antonio Machado Junior

Queda de doação
A pandemia da Covid-19 influenciou drasticamente para a redução de doações de sangue. Em matéria veiculada no final de março, a reportagem ouviu o Hemocentro anexo à Santa Casa de Misericórdia de Prudente e o Banco de Sangue do HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo, que compartilham essa preocupação.
Conforme as unidades, desde o início da pandemia do vírus a redução média de doações de sangue ficou entre 40% a 60%, já que muitas pessoas não estavam saindo de casa.

REQUISITOS PARA DOAR SANGUE
– Estar em boas condições de saúde;
– Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos;
– Pesar no mínimo 50 kg;
– Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
– Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);
– Apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e – Previdência Social, Carteira Nacional de Habilitação e RNE-Registro Nacional de Estrangeiro);
– Não ter tido contato nos últimos 30 dias com suspeitos de Covid-19.

fonte: https://www.imparcial.com.br/

Comentários

- PROPAGANDA -