Leilosul divulga programação de leilões a serem realizados na Faive

328

No site oficial da Leilosul, leiloeira oficial da 42ª Feira Agropecuária e Industrial de Presidente Venceslau (Faive), foi publicada a programação de leilões para a edição do evento em 2018. Na oportunidade, três leilões serão realizados.

Conforme agenda, os leilões serão realizados a partir do dia 5 de agosto, domingo, com a 22ª edição do Leilão Qualidade Total de Corte. O evento, programado para iniciar às 14h, terá a apresentação de 800 animais de corte, nelore e cruzamento industrial. Para inscrição de lotes, o produtor rural pode entrar em contato com João Leonardo através do telefone (18) 99681-9594. As inscrições serão aceitas até o horário do leilão.
Os leilões seguem na terça-feira, 7 de agosto, com a 10ª edição do Leilão Nelore Aymoré, do proprietário Mencius Mendes Abrahão. Já tradicional durante a feira, o evento começará às 18h e terá a oferta de 80 reprodutores Nelore PO.

Falando em tradição, a agenda segue com o 15º Leilão Nelore da Dourada, do produtor rural Francisco José Matta Azenha. O evento será realizado a partir das 18h de quinta-feira, 9 de agosto, e terá a comercialização de 100 touros reprodutores Nelore PO.
Como em todos os anos, os leilões serão realizados no Tatersal da Leilosul, localizado dentro do Recinto de Exposições “Alfredo Ellis Neto” – o recinto da Faive.

No que diz respeito ao tema, o diretor da Leilosul, Marcos Soriano, afirmou que tanto os eventos de Mencius e Chico Azenha, quanto o leilão qualidade total de corte, têm tudo para serem excelentes. “Os animais estão muito bem preparados e a expectativa é a melhor possível. Os leilões da Faive são diferenciados, com a comercialização do que há de melhor, agradando sempre os compradores e vendedores”, pontuou.

A respeito do trabalho desenvolvido pela comissão organizadora deste ano, Soriano ressaltou a vontade da atual comissão de realizar uma feira de qualidade.

“Vejo o grande empenho por parte do Wagner (Bueno). Estamos apoiando a comissão e o atual presidente. É necessário ter seriedade nas coisas para que elas deem certo, comento muito isso com ele. Estamos lutando para que a feira seja muito boa, pois a comissão, a Leilosul e a comunidade em geral só têm a ganhar com isso”, disse.

Tradição
Questionado sobre a importância da realização de leilões durante a feira, o presidente Wagner Bueno foi enfático. “A Feira é Agropecuária e Industrial de Presidente Venceslau. Temos trabalhado muito nesse sentido para que a tradição da festa não se perca. Apesar das dificuldades, apesar do cenário que temos vivido em todos os setores da economia nacional, de pecuária prejudicada, sabemos que existe um tempo difícil, mas não é a primeira crise que o setor enfrenta ao longo dos 42 anos que a Faive tem.”
E para que a festa mantenha sempre seu propósito, a luta de pecuaristas e profissionais do meio se faz necessária. “Temos feito um esforço muito grande para que as pessoas que tocam a parte da pecuária, que possuem seus interesses dentro dos negócios do setor, não percam a força e continuem batalhando. E vale aqui ressaltar o trabalho do Chico Azenha, do Mencius, dos outros criatórios que vão promover os leilões e da própria empresa Leilosul, empresa esta que temos buscado, ano a ano, uma maior participação deles. Estamos aqui para fazer esse papel, mas precisamos da participação de empresas e pecuaristas como estes para que esta parte dos negócios da Faive não acabe. É primordial e essencial para a tradição e riqueza da Faive como um todo”, ressaltou Bueno.

Eduardo Maduro/Assessor de Imprensa – Faive

Leilões serão realizados no Tatersal da Leilosul, no recinto de exposições (Foto: Arquivo / A.I Faive)

Comentários

- PROPAGANDA -