Inova Prudente desenvolve sistema de acesso ao Coworking

0
172

O objetivo é fazer com que a Fundação ofereça mais transparência e segurança para aqueles que utilizam o espaço

Transparência e segurança, essas são as palavras que poderiam definir o novo projeto que pretende ser implantado, ainda em 2021, pela equipe da Fundação Inova Prudente. Com o objetivo de aprimorar o controle da utilização do Coworking, o time de tecnologia da Fundação está desenvolvendo um sistema interno que pretende melhorar o seu funcionamento.

Dentre as funcionalidades previstas, está a realização de check-in/check-out dos coworkers que frequentam o espaço; uma agenda compartilhada que facilitará a reserva das salas de reunião, vídeo e auditórios; o uso de questionários de satisfação que serão entregues aos participantes de eventos, além de melhorar o controle das mensalidades dos residentes da Fundação.

Tudo partiu através da necessidade de trazer maior clareza na operação do Coworking. Para isso, serão levantadas algumas informações que ajudarão a Inova a entender quem são os seus frequentadores, como por exemplo, qual a atividade que as pessoas que frequentam o espaço exercem, por quanto tempo elas permanecem no espaço e qual sua avaliação sobre os serviços que elas utilizaram.

Como irá funcionar?
Na prática, o funcionamento será da seguinte forma: o frequentador se apresentará na recepção do coworking para realizar o seu cadastro. Após efetuado, bastará ele informar o seu CPF para realizar o check-in nas próximas visitas. Na saída, bastará ele informar novamente na recepção o CPF para realizar o check-out.

O diretor presidente, Diego Andreasi, afirma que, com o sistema operando, será possível emitir alguns relatórios que servirão para entender a verdadeira demanda da população nos serviços fornecidos pela Inova Prudente. “Nossos projetos estão levando em contas as políticas previstas no funcionamento de uma Cidade Inteligente”.

Dado a necessidade, o sistema do coworking já começou a ser desenvolvido. Nesse momento, o projeto está em fase de levantamento de requisitos, que prevê a formalização, por meio de um documento, das principais funcionalidades que a equipe de tecnologia deverá desenvolver ao longo do cronograma previsto.

O projeto está sob a liderança da colaboradora da Inova, Jessica Karolina Galindo dos Santos, que conta com o apoio dos desenvolvedores juniores – Rafael, Mateus e Vinicius, bem como a supervisão dos desenvolvedores seniores – Max e Rogério.

Fonte: Fundação Inova Prudente

 

 

Comentários