Inova e Sert certificam participantes do Programa de Qualificação Profissional

311

A Fundação Inova Prudente realizou nesta terça-feira (04/09) a entrega dos certificados aos alunos do curso de atendimento e recepção. O aprendizado, que teve início em 20 de julho e término nesta segunda-feira (03/09), foi promovido pelo Governo Municipal em parceria com o Governo do Estado por meio do PEQ (Programa Estadual de Qualificação Profissional) da Sert (Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho).

Na oportunidade, o ato contou com a participação dos professores Cleide Santana e Bruno Magro Rodrigues, do vice-prefeito Douglas Kato, do diretor regional da Sert, Lucas Grandolfo, do diretor-presidente da Inova, Bruno Carnelóss, bem como do secretário de Tecnologia da Informação (Setec), Rogério Alessi.

De acordo com Lucas, a intenção na parceria do Estado com a Prefeitura é fomentar renda. Além disso, ele destaca que o PEC é um programa importante para qualificação profissional. “Os participantes saem aptos a serem inseridos ou reinseridos [no mercado de trabalho]. Ou seja, o empresário que tem interesse em mão de obra qualificada é auxiliado com a motivação e qualificação técnica recebidas no curso”, pontua.

Já o vice-prefeito conta que desde quando foi criada, a intenção com a Inova é fomentar a qualificação, oferecer oportunidades e ser um elo entre as empresas e os cidadãos. “Não só fizemos a parceria com o Estado, como também queremos intermediar junto às empresas o contato com os participantes do curso”, informa.

Durante o curso, de acordo com os professores, foram abordados temas como atendimento e recepção, liderança, motivação, ética moral, cidadania, racismo, preconceito, direitos humanos, habilidades e visão estratégica, entre outros, como trabalho em equipe, oratória e elaboração de currículo. “Assuntos pertinentes, enriquecedores”, avaliaram.

Para Cleide, a mudança dos alunos do período da manhã foi perceptível. “Alunos que não conseguiam se expressar, que entraram tímidos, concluíram o curso com técnicas, desenvoltura e desempenho bem mais atuante para o mercado de trabalho. Mais que bons profissionais, o curso veio no sentido da formação enquanto cidadão, pois atuarão com a diversidade e precisam estar preparados”, detalha.

Bruno também notou mudanças significativas nos alunos da turma da tarde, inclusive na autoestima. “Alguns estavam desmotivados, não havia concluído o ensino médio e, no decorrer do curso, voltaram a estudar, procurar outros cursos. Na parte da comunicação havia déficit e com as práticas também teve evolução. Foi uma evolução nítida. Concluíram o aprendizado mais conscientes de si e confiantes no futuro profissional e pessoal”, finaliza.

Fonte: Fundação Inova Prudente

Comentários