Concurso IBGE para efetivos: órgão solicita Edital com 2.503 vagas

Concurso IBGE: pedido de autorização para o provimento de efetivos foi realizado ao Ministério da Economia. Edital pode sair em 2023.

0
235
IBGE abre concursos para mais de 200 mil vagas para o Censo 2021 (Foto: Divulgação)

Os concurseiros de plantão já podem iniciar as preparações para um novo concurso IBGE de efetivos. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística solicitou um novo certame para o preenchimento de 2.503 vagas. O pedido foi encaminhado nesta segunda-feira, 25 de abril de 2022, ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

O Ministério da Economia é responsável por analisar e avaliar solicitações de concursos públicos, que poderão ser autorizadas até o ano de 2023. Já os órgãos e autarquias devem enviar seus pedidos até maio deste ano, quando termina o prazo para essa categoria de requerimento.

É importante salientar, no entanto, que até o momento foi realizada apenas a solicitação das vagas por meio de concurso público. Para ocorrer o certame, o pedido tem que ser aceito pelo governo federal.

Concurso IBGE para efetivos: quais as vagas previstas?
Segundo o pedido, são previstas as seguintes vagas:

1.004 vagas para o cargo de Analistas de Planejamento, Gestão, Infraestrutura e Tecnologistas em Informações Geográficas e Estatística;
11 vagas para Pesquisadores em Informações Geográficas e Estatística;
1.488 vagas para Técnicos em Informações Geográficas e Estatística.
Conforme justificativa do IBGE, o órgão vem sofrendo progressiva redução do seu quadro de servidores, em decorrência de exonerações, falecimentos e, especialmente, aposentadorias.

O documento da solicitação pode ser visualizado no site de Conferência de Autenticidade de Documentos do IBGE. Informe o código verificador 3511844474518260674 e o código CRC 1D0E6DE6.

Concurso IBGE: edital anterior
O último concurso IBGE para efetivos aconteceu no ano de 2015, quando foram lançados dois editais, com um total de 600 vagas para profissionais de níveis médio e superior.

A banca organizadora, responsável pelo certame na época, foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV). As vagas foram distribuídas entre os seguintes cargos:

Técnico: 460 vagas abertas e remuneração que variava entre R$ 3.098,85 e R$ 4.638,01;
Analistas: 90 vagas, sendo que a remuneração variava entre R$ 7.000,49 e R$ 8.734,88;
Tecnologistas: 50 vagas e remuneração que variava entre R$ 7.000,49 e R$ 8.734,88.
O certame foi realizado com aplicação de provas objetivas, obrigatórias a todos os candidatos, e prova prática para quem se inscreveu na área de Design Institucional e Programação Visual/Webdesing.

Conteúdo das provas objetivas de nível médio em 2015
Para iniciar a preparação para este concurso público, é importante conferir quais foram os assuntos cobrados nas questões do último edital realizado. Os conteúdos dos cargos de Analista e Tecnologistas podem ser acessados no edital de abertura.

A seguir, listamos os conteúdos cobrados na última prova para Técnicos:

Língua Portuguesa
Elementos de construção do texto e sentido: gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e/ou argumentativo);
Interpretação e organização interna;
Semântica: sentido e emprego dos vocábulos. Emprego de tempos e modos dos verbos em português.
Morfologia: na área de reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais; processos de formação de palavras; mecanismos de flexão dos nomes e verbos;
Sintaxe: frase, oração e período. Termos da oração. Processos de coordenação e subordinação. Concordância nominal e verbal.
Transitividade e regência de nomes e verbos;
Padrões gerais de colocação pronominal no português;
Mecanismos de coesão textual;
Ortografia;
Acentuação gráfica e uso do sinal indicativo de crase;
Pontuação;
Estilística: figuras de linguagem;
Reescrita de frases: substituição, deslocamento, paralelismo, variação linguística e norma culta.

Geografia
Noções básicas de cartografia: (orientação, pontos cardeais, localização: coordenadas geográficas, como latitude, longitude e altitude);
Representação: leitura, escala, legendas e convenções;
Natureza e meio ambiente no Brasil: Grandes domínios climáticos e Ecossistemas.
As atividades econômicas e a organização do espaço: espaço agrário (modernização e conflitos) e espaço urbano (atividades econômicas, emprego e pobreza);
Formação Territorial e Divisão Político-Administrativa: Divisão Político-administrativa e Organização federativa;
Dinâmica da população brasileira (fluxos migratórios, áreas de crescimento e de perda populacional).

Matemática
Conjuntos: operações e problemas com conjuntos;
Conjuntos dos números racionais, reais, naturais, inteiros e suas operações;

Representação na reta;
Unidades de medida: massa, tempo, distância, área, volume e capacidade;
Álgebra: produtos notáveis, equações, sistemas e problemas do primeiro grau, inequações, equação e problemas do segundo grau;
Porcentagem e proporcionalidade direta e inversa;
Geométrica, progressões aritméticas, sequências e reconhecimento;
Juros e noções de matemática financeira;

Problemas de raciocínio.
Geometria plana: circunferência, perímetro e área, distâncias, ângulos e polígonos;
Semelhança e relações métricas no triângulo retângulo;
Geometria espacial: prismas e pirâmides, poliedros, cilindro, cone e esfera, áreas e volumes;
Matemática discreta: princípios de contagem, noção de probabilidade, noções de estatística, gráficos e medidas.
Conhecimentos sobre o IBGE
Conhecimentos específicos sobre o IBGE: correspondem às informações sobre a Instituição, os conceitos básicos para o desenvolvimento do trabalho na Agência e da atividade do Técnico de Coleta.

FONTE: CONCURSOS NO BRASIL

Comentários