Carim realiza ações na Semana Mundial do Rim

0
34

Em alusão à Campanha Mundial do Rim 2022, a Carim (Associação de Apoio ao Paciente Renal Crônico e Transplantado) preparou uma programação nos dias 07 e 10 de março.

Live – 07.03
Na próxima segunda-feira (07/03), a partir das 19h30, o médico nefrologista voluntário da entidade, Gustavo Navarro Betônico, fará uma transmissão ao vivo com o tema da campanha “Educando sobre a Doença Renal – saúde dos rins para todos”. A Live poderá ser acompanhada no Facebook: Carim – Associação de Apoio ao Paciente Renal Crônico.

O foco será a importância da dosagem de creatinina, desde a coleta até o tratamento. “Exames simples, como dosagem de creatinina sérica e de urina, podem diagnosticar a doença renal precocemente, possibilitando controlar e até retardar a progressão da doença, na maioria dos casos”, explica Navarro.

Ação no Calçadão – 10.03
Já na quinta-feira, das 8h às 11h30, a Carim realiza no Calçadão Nove de Julho (próximo ao Banco Bradesco) uma ação de prevenção e rastreio da doença renal na população. Com apoio do governo municipal, alunos de cursos de Saúde da Unoeste, Laboratório Exame e Acipp (Associação Comercial e Empresarial de Presidente Prudente), haverá aferição de pressão, avaliação do IMC, e testes de glicemia e creatinina.

Fatores
Conforme a Sociedade Brasileira de Nefrologia, a Doença Renal Crônica (DRC) se caracteriza pela lesão nos rins mantida por três meses ou mais. Por não apresentar sintomas em estágio inicial, torna-se fundamental conhecer suas causas e fatores de risco (como a hipertensão arterial e diabetes mellitus) e quais exames podem ser usados para o rastreamento. Segundo dados, um em cada dez pessoas adultas no mundo são afetadas pela DRC, cujas taxas são crescentes de acometimento na população.

Os principais grupos de risco são:
– Hipertensão arterial;
– Diabetes Mellitus;
– Histórico de doença renal ou cardiovascular;
– Idade;
– Obesidade;
– Tabagismo;
– Uso frequente de medicamentos (nefrotóxicos);
– Genética.

Comentários