Homem agredido a tijoladas após tentar matar mãe e filha sai da UTI, mas continua internado no Hospital Regional

502

Estado de saúde do indivíduo de 47 anos é considerado estável. Polícia Civil segue com a investigação sobre o caso.

O homem de 47 anos, que foi espancado a tijoladas após tentar matar uma mulher de 41 anos e a filha dela, de oito, recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional (HR) de Presidente Prudente. O crime ocorreu na última semana no Parque Residencial Francisco Belo Galindo.

Em nota enviada ao G1 na tarde desta segunda-feira (10), o hospital informou que o paciente não está mais na UTI, porém, permanece internado no HR. “Neste momento, seu quadro de saúde está estável”, explicou a unidade de saúde.

O homem está preso sob escolta policial. A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) informou ao G1 que segue com as investigações sobre o caso ouvindo testemunhas.

O caso
Conforme consta no Boletim de Ocorrência, uma equipe da Polícia Militar (PM) estava em patrulhamento de rotina, quando foi acionada pelo Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) para atender um caso de agressão em uma rua do Parque Residencial Francisco Belo Galindo, na noite do último sábado (1º).

Quando chegou ao local, a PM encontrou a vítima, uma mulher de 41 anos, sentada em uma cadeira na calçada com um lençol enrolado em sua cabeça, e sua filha, de oito anos, ao lado. Havia vizinhos e populares em torno dela.

As pessoas que estavam próximas da vítima disseram que o suspeito havia desferido facadas nela, atingindo também a filha, e depois fugiu.

Logo em seguida, a corporação recebeu a informação de que o suspeito tinha sido agredido. Ela se deslocou até uma rua do mesmo bairro, onde encontrou o homem caído no chão, inconsciente, com um facão ao lado e vários blocos de tijolos quebrados próximos a sua cabeça, segundo o boletim.

O homem foi socorrido por uma unidade do Resgate do Corpo de Bombeiros e encaminhado ao Hospital Regional. Conforme o registro policial, o suspeito sofreu traumatismo craniano.

No boletim foi lavrada a prisão em flagrante do homem de 47 anos, sendo que o mesmo deverá permanecer escoltado no hospital, conforme a ocorrência.

Ainda conforme o documento, na ocorrência foram registradas duas tentativas de homicídio, sendo a primeira praticada pelo homem de 47 anos contra a mulher de 41. Já a outra, praticada por indivíduo (s) ainda não identificado (s) contra o homem de 47 anos, que foi agredido durante sua fuga do primeiro crime.

G1 PRUDENTE

Comentários

- PROPAGANDA -