Dia de Finados: Um Dia de Lembranças e Homenagens no Cemitério do Horto da Igualdade

0
707

Nesta quarta-feira, 2 de novembro, o Brasil e o mundo se uniram para celebrar o Dia de Finados, um feriado que tem uma forte carga emocional e religiosa. Em todo o país, as pessoas dedicaram um tempo para homenagear seus entes queridos que já partiram, seja visitando cemitérios, participando de celebrações religiosas ou relembrando memórias preciosas.

Recordando o Dia de Finados no Cemitério do Horto da Igualdade

No Cemitério do Horto da Igualdade, localizado na rua Juca Pita em nossa cidade, Pres. Epitácio, não foi diferente. Muitos habitantes da região se reuniram para recordar seus entes queridos, celebrando suas vidas e compartilhando momentos especiais. Foi um dia de encontros, lembranças e despedidas, onde as emoções estavam à flor da pele.

O fotógrafo local, Orinho da Folha da Estância, estava lá para capturar o espírito desse dia especial. Suas fotos refletem a atmosfera emocional e respeitosa do Dia de Finados, onde a comunidade se une em memória daqueles que partiram.

A História do Dia de Finados

Você já se perguntou por que o Dia de Finados é comemorado em 2 de novembro? A origem deste feriado remonta ao século X, quando o abade Odilo, na abadia beneditina de Cluny, na França, unificou as celebrações aos mortos neste dia. Antes disso, entre os séculos 2 e 10, as cerimônias em memória dos falecidos eram realizadas em datas variadas, muitas vezes no terceiro dia após o enterro ou no aniversário de morte.

Com o tempo, o dia 2 de novembro ganhou destaque, especialmente nas Américas, influenciado por outras culturas, como a mexicana. Somente em 1915, o Papa Bento XV permitiu que sacerdotes celebrassem missas pelos mortos, marcando um momento importante na história do feriado.

O Dia de Finados no Brasil

No Brasil, o Dia de Finados se tornou um feriado nacional em 2002, estabelecido pela Lei nº 10.607. É uma data em que milhões de pessoas visitam cemitérios, levam flores, velas e prestam suas homenagens aos entes queridos falecidos. As missas solenes e celebrações religiosas desempenham um papel significativo neste dia, proporcionando conforto e reflexão.

O Dia de Finados não é apenas uma data triste, mas sim uma oportunidade de agradecer por aqueles que fizeram parte de nossas vidas e lembrar das pessoas com as quais convivemos diariamente. As fotos de Orinho da Folha da Estância capturam esse espírito de memória e respeito que permeia a ocasião.

Nós agradecemos a Orinho por compartilhar essas belas imagens conosco, que ajudam a preservar as memórias e emoções deste Dia de Finados no Cemitério do Horto da Igualdade.

Neste Dia de Finados, a comunidade se uniu para lembrar e honrar seus entes queridos. As fotos de Orinho nos lembram da importância de celebrar a vida e o legado daqueles que já se foram, mantendo vivas suas memórias.

Por Edcarlo / tribovibe.com.br