Deputado Ed Thomas reitera empenho junto ao Governo de São Paulo pelo Bom Prato

163
Programa atende população em situação de vulnerabilidade

Inteirado sobre as dificuldades financeiras do município e buscando sempre investimentos visando minimizar as necessidades da população, a respeito do assunto Bom Prato, em Presidente Prudente, o deputado estadual Ed Thomas (PSB) reafirma que continua empenhado junto ao Governo de São Paulo para que este programa, implantado com sucesso em várias cidades com alimentos de qualidade por apenas um real (R$ 1,00), seja uma realidade, para atender seu público alvo: moradores de rua, população de baixa renda, idosos e pessoas de vulnerabilidade social.

O parlamentar lembra que no final do ano passado,   quando da votação do Orçamento do Governo do Estado de 2020, na Assembleia Legislativa reiterou o compromisso junto ao Governo de São Paulo para que sejam destinados os recursos necessários também para implantação do Bom Prato, na cidade, assim como R$ 5 milhões para o Hospital Regional do Câncer e também investimentos para ampliação do Projeto Guri, e, em todo o oeste paulista. “Cuidar de gente continua sendo uma das minhas muitas prioridades, representando com dignidade uma vasta região, nestes quatros mandatos. E com muita honra e gratidão aos que confiaram seu voto em meu trabalho”, disse Ed Thomas. Lembrando que o Programa Bom Prato é sustentado com subsídios do governo estadual, sendo de R$ 4,70 para os adultos e R$ 5,70 para crianças com até 6 anos, que têm a refeição gratuita.

Bom Prato de Limeira: nesta cidade do porte de Prudente, o Bom Prato oferece diariamente 300 cafés da manhã ( a R$ 0,50 ) e 1.200 almoços (a R$ 1,00), servidos de segunda a sexta-feira. Lá, “numa conjugação de esforços para o fornecimento de refeições, funcionamento e manutenção do restaurante popular foi homologada pelo Estado a Associação Casa de Apoio Romeiros de Nossa Senhora Aparecida como OSC habilitada para gerir o sistema junto com o município”. Segundo site do sistema, em todos os municípios é homologada uma OSC para gerir o programa  cuja alimentação é balanceada com 1.200 calorias, composta por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época).

Assessoria de Comunicação / Jornalista – Airton Roberto Messinette/ Imagens – cedidas 

Alimentos balanceados

Comentários