Obra do escritor Monteiro Lobato é apresentada em musical do Guri, nos dias 27 e 31

0
1152

O polo de Regente Feijó fará as duas apresentações do espetáculo “Sítio do Picapau Amarelo”, no Flitpp, no Centro Cultural Matarazzo

História de Monteiro Lobato ganha vida no palco do Teatro Paulo Roberto Lisboa, às 14h, dos dias 27 e 31 de agosto. O espetáculo “Sítio do Picapau Amarelo” será encenado por 70 alunos – de 8 a 18 anos – do polo de Regente Feijó (SP) do Projeto Guri. A apresentação é uma mescla de música, canto e narração e faz parte da programação do Flitpp (Festival Literário de Presidente Prudente), – evento que ocorre de 24 de agosto a 2 de setembro em espaços alternativos e convencionais do Centro Cultural Matarazzo em Presidente Prudente.

Segundo Fabiane Sanches Peres, gerente regional do Guri, é a primeira vez que os alunos trazem a obra de Lobato para um palco em Prudente. Além disso, ela destaca que a apresentação foi construída integralmente pelos alunos e educadores, desde cenário ao figurino. “Trabalhamos com os personagens mais marcantes do livro, Emília, Narizinho, Pedrinho, dona Benta, Cuca e tia Anastácia. O espetáculo em si é um musical com orquestra e coral e uma narração que contextualiza as músicas”, explica.

Sobre a estreia em solo prudentino, Fabiana relata que estar no Flitpp é a união da cultura como um todo e isso, para eles, é muito enriquecedor. Por isso, espera que além de proporcionar aprendizado aos alunos possa também compartilhá-los com os espectadores. Outro objetivo que pretendem alcançar, conforme a mesma é a integração entre os jovens com seus familiares e com a sociedade em geral. “Os personagens são encenados por pessoas da cidade de Regente mesmo, a Emília adulta, por exemplo, é uma professora da rede municipal, a tia Anastácia é a tia de um dos alunos. Essa é a ideia, unir todo mundo no espetáculo. Essa participação é muito importante para eles”, acentua.

Segundo a professora de canto e coral da turma, Elaine Alessandra Mendes Silva, 44 anos, a narrativa é contada na perspectiva da tia Anastácia. “É muito emocionante, a personagem vai narrando todas as lembranças que ela tem da época em que vivia no sítio, lembranças dos personagens, tem muito momentos nostálgicos”, frisa.

Após o espetáculo, Fabiana adianta que haverá uma roda de conversa entre os jovens músicos e o público. “Queremos que troquem conhecimentos sobre a obra de Monteiro Lobato, a ideia é trazer aprendizado, por meio de uma história que une expressões artísticas como música e artes cênicas”, explana.

Cedida – Entre os personagens da história, musical conta com duas Emílias e uma Narizinho

Vivendo o sítio

A professora Elaine revela que os ensaios já estão ocorrendo há cinco meses e ao conversar com a equipe composta por nove educadores a sensação é a mesma: a ansiedade das crianças é notável. “Perguntam toda hora ‘falta muito para a apresentação?’ [risos] é uma experiência única para eles, porque nunca saíram de Regente, e poder ir a um festival é mais do que eles sonharam”, expõe.

Sobre o resultado que está sendo construído especialmente para o Flitpp, Elaine garante que o público pode esperar um momento emocionante. “Vão conseguir entrar na história, fechar os olhos e se imaginarem realmente no sítio”, pontua.

De aluno do Guri a professor, Rafael Henrique da Silva, 22 anos, é um dos educadores do time. Seu objeto de estudo são as cordas friccionadas agudas presentes em instrumentos como violino e viola. De acordo com ele, desde que começaram a ensaiar, a cada terça e sexta-feira é sempre um momento dinâmico e divertido. “Eles estão dando o máximo, por isso, queremos fazer uma boa apresentação e deixar que eles sejam lembrados na memória de quem estiver assistindo”, acentua.

“A ansiedade das crianças é notável. Perguntam toda hora ‘falta muito para a apresentação [risos]?’ É uma experiência única para eles, porque nunca saíram de Regente, e poder ir a um festival é mais do que sonharam

Elaine Alessandra Mendes Silva professora de canto e coral

Cedida – Entre orquestra, coral e viola ao todo participam 70 alunos de 8 a 18 anos participantes

Serviço

A apresentação do Projeto Guri ocorre nos dias 27 e 31 de agosto, às 14h, no Teatro Paulo Roberto Lisboa, no Centro Cultural Matarazzo. O espetáculo faz parte da programação do Flitpp que ocorre do dia 24 ao 2 de setembro. O endereço é Rua Quintino Bocaiúva, 749, Vila Marcondes em Presidente Prudente.

Os ensaios das turmas para as apresentações do Flitpp vem sendo realizados há 5 meses

O IMPARCIAL