Reeducandos realizam manutenção do recinto para a Faive

378

Por meio de parceria com a Penitenciária Zwinglio Ferreira – PI, a comissão organizadora da 42ª Feira Agropecuária e Industrial de Presidente Venceslau (Faive) promove uma ação social com dez reeducandos do regime semiaberto da unidade. Sob acompanhamento do agente penitenciário Rodrigo Ferreira, os reeducandos realizam trabalhos de pintura e limpeza no recinto de exposições “Alfredo Ellis Neto”.

O trabalho foi iniciado na quarta-feira (18) e deve ser encerrado nesta segunda-feira (30). Além das atividades citadas, o grupo cuidou ainda da manutenção externa do espaço, por meio de serviços como podas de árvores, capinação, entre outros.
Segundo o agente penitenciário, o espaço já está 90% pronto para receber a festa, que começa no sábado, 4 de agosto, e se encerra no dia 12 do mesmo mês. “O que falta para completarmos 100% do trabalho é lavar todo o recinto. Todas as ruas, entradas e boxes serão lavados para melhor recebermos o pessoal”, informou à assessoria em entrevista na manhã desta sexta-feira (27).

Ferreira ressaltou ainda a importância do trabalho realizado, de modo a preparar o recinto para a feira. “O trabalho dos reeducandos aqui é importante para a sociedade, entre outros trabalhos realizados, o que contribui para a ressocialização dos mesmos”, finalizou.

O presidente da feira, Wagner Bueno, endossou o coro de Ferreira e chamou a atenção para a ação social que a feira vem promovendo nos últimos dias. “Do mesmo modo que pensamos em realizar a feira em prol do povo, temos a obrigação de promover ações sociais como esta. Desde já, quero agradecer aos diretores da PI, SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) e aos que realizam o trabalho”, pontuou.


Trabalhos de limpeza, capinação e pintura são realizados desde o dia 18 (Foto: Eduardo Maduro / A.I Faive)

Um dos reeducandos que participa dos trabalhos comentou que a iniciativa é positiva para o grupo. “Estamos trabalhando há quase quinze dias aqui. Estamos bem, pois é um meio para nos sentirmos úteis à sociedade, já que somos reeducandos. Saímos um pouco daquela rotina que vivemos para nos ressocializar. Agradeço à comissão do evento e aos funcionários da Penitenciária por essa oportunidade”, afirmou.

Eduardo Maduro/Assessor de Imprensa – Faive

 

Comentários

- PROPAGANDA -