Operação Direção Segura prende duas pessoas por embriaguez ao volante em Presidente Prudente

320
Operação Direção Segura resultou na prisão de duas pessoas (Foto: Polícia Militar/Cedida)

No total, foram fiscalizados 206 condutores, sendo que cerca de 25 deles sofreram autuações por se recusarem a passar pelo teste do etilômetro, conduzirem o veículo alcoolizados, além de outras infrações de trânsito.

Uma operação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Polícia Militar e Polícia Civil resultou na prisão em flagrante de um motorista e um motociclista na madrugada deste domingo (22). Os pontos de bloqueio foram na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira e Avenida 11 de Maio, em Presidente Prudente. Segundo informações da PM, os condutores foram detidos por embriaguez ao volante, com níveis acima de 0,34 mg/L.

No total, foram fiscalizadas 206 pessoas, sendo que cerca de 25 delas sofreram autuações por se recusarem a passar pelo teste do etilômetro, conduzirem veículos alcoolizadas, além de outras infrações de trânsito.

A Operação Direção Segura começou às 20h de sábado (21) e terminou às 2h deste domingo (22), de acordo com a polícia.

Operação Direção Segura resultou na prisão de duas pessoas (Foto: Polícia Militar/Cedida)

Os dois indivíduos flagrados alcoolizados foram encaminhados para a Delegacia Participativa da Polícia Civil, em Presidente Prudente.

A Operação

A ação fez parte de uma campanha de conscientização e fiscalização para coibir o consumo de álcool e substâncias psicoativas pelos condutores. A principal finalidade é diminuir o número de acidentes de trânsito nos municípios, de acordo com os militares.

A operação segue um calendário anual e percorre as cidades do Estado de São Paulo. O motorista que for submetido ao teste do etilômetro e registrar índice de alcoolemia de até 0,33 mg/L, é multado em R$ 2.934,70. Além disso, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do indivíduo é apreendida com suspensão por um ano.

Na recusa do condutor em realizar o teste, também é arbitrada uma multa no mesmo valor de quem atinge níveis de embriaguez no aparelho. Caso seja registrado índice de alcoolemia a partir de 0,34 mg/L, aplicam-se todos os procedimentos anteriores e o motorista é preso em flagrante pelo crime de trânsito.

fonte: G1 PRUDENTE

Comentários